Educação financeira: controle os seus gastos e realize os seus sonhos

Quem não sonha em realizar viagens, fazer uma faculdade ou uma pós-graduação, mas tudo isso custa dinheiro e nem sempre dispomos destes recursos. A renda, da maioria, dos trabalhadores brasileiros dá apenas para pagar as contas e as dívidas mais urgentes. Os sonhos e objetivos acabam ficando de lado.

A solução para isso pode estar na educação financeira, com ela você pode honrar com os seus compromissos mais urgentes e ainda guardar um dinheiro para investir naquilo que você deseja. Acompanhe este post e descubra como a educação financeira pode ajudá-lo a realizar os seus sonhos!

O que é educação financeira

A educação financeira é muito mais que planejamento financeiro. Segundo a ENEF Estratégias Nacionais de Educação Financeira, trata-se de um conjunto de ações relativas à corte de gastos, investimento e multiplicação de ganhos para acumular riqueza. A ideia é fazer com que isso se transforme em um hábito financeiro. O processo de educação financeira começa com as seguintes perguntas:

  • Você consegue controlar o seu dinheiro ou é controlado por ele?
  • Seu dinheiro serve apenas para pagar contas ou sobra alguma coisa?
  • Você costuma fechar o mês no vermelho?
  • Você realiza compras desnecessárias?

Se você respondeu sim para qualquer uma destas perguntas, significa que você precisa de uma educação financeira urgente.

Princípios da educação financeira

A primeira coisa que você precisa ter em mente é que você terá que realizar os três princípios básicos da educação financeira: ganhar, economizar e investir. Para conseguir acumular um patrimônio você terá que passar por estes três passos todos os meses.  Se você já está endividado o começo deste processo será mais difícil, pois você terá primeiramente que pagar as suas dívidas para começar a economizar.

Pague suas dívidas

Alguns especialistas aconselham realizar o parcelamento da dívida, porém, isso pode não funcionar se você tiver muitos credores. Com muitos parcelamentos você pode não conseguir quitar todas.

O ideal é negociar o pagamento a vista, pois conseguirá um bom desconto com isso. Se você não dispõe de todo o dinheiro para isso no momento, guarde  um pouco todos os meses até juntar todo o valor. Quando tiver uma boa quantia, entre em contato com o credor e tente negociar. Faça o mesmo processo com cada credor até quitar todas as dívidas.

Evite gastos descontrolados

Uma pesquisa realizada pela revista EXAME.com mostrou que 53% dos brasileiros admitem ter realizado pelo menos uma compra por impulso nos últimos três meses. Evite ao máximo realizar compras sem planejamento. Ou seja, você poderá ter gastos com roupas, calçados e passeios, porém, tudo isso precisa ser realizado de forma planejada e deve constar em sua planilha de gastos.

Economize e invista

Para conseguir guardar alguma coisa do que ganha, você precisa antes saber quanto entra e sai de suas despesas. Desta forma, você terá uma visão global da sua situação e poderá separar um valor para investir.

O ideal é que você invista pelos menos 10% dos seus ganhos. Você conseguirá realizar isso de uma forma mais efetiva se criar um planejamento financeiro com prioridades, metas e prazos. Sonhos como realizar uma pós-graduação, viajar ou comprar uma casa devem constar neste planejamento. Outra dica boa é que antes de realizar a contração de qualquer um destes serviços, você deve realizar uma pesquisa rigorosa para buscar os melhores preços.

Educação financeira